Páginas

Sonhar é preciso, nem que for sonho de padaria...

Nem uma coisa nem outra, o que há entre elas é o que me encanta

domingo, 11 de julho de 2010

A palavra sempre se dirige (conversinha com Rodolfo)

Com você, meu espelho, fica mais fácil me (re)ver e revisitar as instâncias de tantos eu-outros, quase perdidos nas pontes lançadas no oceano de verbo/letrarragia
que quase nos engolem diuturnamente.
Com o reflexo que me mostraste, pude limpar a névoa e me (re)conhecer,
nesse caminho que construímos passo a passo, palavra a palavra, voz a voz...

2 comentários:

  1. Lindo... como sempre.

    Esse fundo de colcha de retalho ficou tudo!!!

    ResponderExcluir
  2. ISSO É BEM A CARA DE LORA..RSRSRS

    ResponderExcluir